Comercialização de soja no Paraná: desafios e expectativas nessa nova safra

Comercialização de soja no Paraná: desafios e expectativas nessa nova safra

Superintendente da Integrada faz orientações para ajudar o produtor a driblar a queda nos preços

Com o fim da colheita de soja no Paraná os produtores rurais seguem para uma nova etapa: a comercialização do grão.

De acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), a safra de soja 2022/2023 está estimada em 22,34 milhões de toneladas e aproximadamente 43% já foi comercializada “O ritmo dessa safra está abaixo das anteriores, que em média, já superava 65% nesta fase”, explicou o analista do Deral, Edmar Gervásio.

Esta retração do mercado está diretamente ligada aos preços, que sofreram uma baixa nas últimas semanas. A saca da soja de 60 Kg, que já chegou a R$ 178,00, hoje está com um preço médio de R$ 122,00, 31% a menos.

A Integrada recebeu 27 milhões de sacas nessa safra, 57% já está comercializada.

 O superintendente comercial da cooperativa, João Bosco de Souza Azevedo explicou que mesmo com a quebra de safra na Argentina e no Rio Grande do Sul, a colheita no Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foi excelente e com essa produção alta, os valores caíram.

“Com esses novos patamares de preços, o agricultor deve perceber alguns fatores para comercializar a safra. O produtor deve estar atento à safra americana, que será um grande balizador para os preços de soja”, diz João Bosco.

De acordo com o superintendente da Integrada, para driblar essa queda nos preços, o agricultor deve rever os conceitos em termos de mercado “não dá para ficar olhando para o passado. Hoje a realidade do mercado de grãos é outra”, pondera.

Com vasta experiência nessa área, João Bosco dá orientações para o agricultor conquistar uma boa safra:

**O produtor deve particionar a venda ou seja, comercializar em partes para fazer média de preço e conseguir um valor melhor. Isso poderá trazer uma rentabilidade maior do que vender a soja em apenas uma etapa

**O produtor deve ter em mãos o custo de produção da lavoura, saber exatamente quanto investiu, para que já no início da comercialização, ele garanta valores que paguem esse custo que foi gasto.

**O produtor deve saber onde buscar as informações corretas. Saber quem são os especialistas que realmente poderão traçar um cenário verdadeiro sobre o mercado e, assim, ajudar na tomada de decisão.

**Nem todas as informações que surgem pelo whatsapp e internet são reais. E existem programas que falam o que o agricultor gostaria de ouvir mas, muitas vezes não dizem o que realmente deverá acontecer.

A entrevista completa sobre a comercialização da safra você pode ver no Programa Paiquerê Novo Campo (Portal Paiquerê 91,7), sábado, às 5h50.